FGTS

Consultoria Viver Bem

Documentações necessárias para solicitar o FGTS

Documentos do Imóvel

Certidão atualizada de Inteiro teor da Matrícula contendo o Registro Atual;

IPTU com parcelas pagas;

Autorização para avaliação;


Documentos do Vendedor Pessoa Física

Certidão de Quitação de Tributos Contribuições Federais;

Cópia autenticada do RG;

Cópia autenticada do CPF;

Certidão de nascimento ou casamento;

Comprovante de Residência.


Documentos Vendedor Pessoa Jurídica

Contrato Social e Alterações, se houver, devidamente registrados, no caso de Companhia Ltda;

Documento de constituição de firma individual e alterações, se houver, devidamente registrados, no caso de Firma Individual;

Cópia autenticada do cartão CNPJ;

CND INSS (Receita Federal) atualizada


Comprador(es) pessoa física

Certidão de Quitação de Tributos Contribuições Federais;

Cópia e original do RG;

Cópia e original do CPF;

Certidão de nascimento ou casamento;

Formulário Opção de Compra e Venda devidamente asssinado;

Ficha Cadastro Pessoa Física devidamente preenchido;

Conta de água, luz ou telefone;

Ficha Pesquisa -01 para cada comprador devidamente preenchida;

Ficha Cadastro Pessoa Física pra Concessão Habitacional;

Ficha Cadastro para abertura de conta;

Carteira Profissional e cópia das folhas de identificação, contrato de trabalho, FGTS e PIS;

Declaração de Negativa de Propriedade de Imóveis;

Declaração de IRPF;

Declaração - IR Fiel;

Na aquisição município diferente da ocupação principal do comprador, levar comprovante que reside a pelo menos 01 ano no município onde está localizado o imóvel;

Autorização para Movimentação de Conta Vinculada de FGTS;

Autorização para Verificação de Crédito;

Extrato do Fgts.


Após a aprovação do crédito imobiliário ou liberação do FGTS

O Banco privado ou Caixa Econômica Federal solicita toda a documentação do imóvel, vendedor e comprador para análise. Ao final da análise o agente financeiro assina o contrato de financiamento ou FGTS. A importância solicitada do financiamento ou FGTS é creditada na conta do vendedor ficando bloqueada ate a apresentação do contrato com a averbação da aquisição do comprador. Após contrato de financiamento ou FGTS ser assinado devera ser encaminhado a prefeitura (Poupa Tempo) para cobrança do ITBI ( Imposto de Transmissão de Bem Imóvel) e em seguida ao Cartório de Registro de Imóveis para ser averbado junto a matricula do imóvel.


Valor e procedimento para obter a escritura do Imóvel

Tenham em mente que será necessário fazer a documentação do mesmo e que este valor é considerável. Muitos agentes financeiros inserem o valor da escritura no financiamento, mas esteja preparado para o caso de ter que pagá-lo a vista, caso não esteja adquirindo seu imóvel através de financiamento ou mesmo se o plano que você optar não possuir este recurso.

O valor das despesas de transferência, escritura e registro do imóvel são pré-fixados nos respectivos cartórios e órgãos públicos. Para os cálculos dessas despesas, vale o que for maior: o valor venal da unidade ou seu preço de venda no mercado.

Na compra de um imóvel, o comprador terá de pagar:

O Imposto Sobre a Transmissão de Bens Imóveis - (ITBI)

Despesas com a escritura, em qualquer Cartório de Notas do país (tabela progressiva de acordo com o valor do imóvel)

Registro desse documento no Cartório de Registro de Imóveis da comarca onde o imóvel está situado (tabela progressiva de acordo com o valor do imóvel).

Vaga com matrícula e IPTU à parte exigem registro em separado do imóvel.